Taciana Valença

TACI EM VERSOS E PEDAÇOS.

Textos



Aos meus olhos, envolto em halo tu surgias,
E era como tocar a felicidade e guardá-la em canto meu,
Mais doce saudade, luz do meu breu,
Que de tanta espera, por horas nada mais havia
 
Quieta como menina a esperar dobrar a esquina,
Foi o experimeto mais doce e longo
A ansiedade, a voz, o encontro,
O íntimo pacto, o oxigênio do que fascina
 
Riso cansado, mas firme e feliz,
Minha paga, minha praia, minha praga,
Que enfm nada mais me traga
 
Não mais batente, nem pracinha,
Riso que nem mais sustenta em causa minha,
Fim da contenda, guardo a meiguice, demovo o coração
 
(Taciana Valença)
 
 
 
 
 
TACIANA VALENÇA
Enviado por TACIANA VALENÇA em 09/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras