Taciana Valença

TACI EM VERSOS E PEDAÇOS.

Textos


Fecunda madrugada
Esmiuçando repertórios,
Recompondo, recolhendo;
Segurando sedução,
Entregando-se ao vento.
Poesias balbuciadas
Ao pé d'ouvido do mundo,
Presas paredes invisíveis

Pesados olhos que não rendem,
Nem se rendem.

Ave Marias seguidas,
Correm nos dedos,
No rosto corado.
Dê-me as ordens, Maria!

Presa fumaça
Na  garganta de não fumante.
Vício mutilado
Cambaleando por estreito corredor
Segue a dor.

Frases soltas,
Perdidas,
A vapor....

Mar de rosas, sem cor.

(Taciana Valença)
TACIANA VALENÇA
Enviado por TACIANA VALENÇA em 11/10/2017
Alterado em 11/10/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras